O CAMPO ONDE EU MORRÍ

(THE FIELD WHERE I DIED)

Roteiro:  Glen Morgan & James Wong

Diretor:  Rob Bowman

4x05

Exibição USA:  03/11/96

No Brasil: 15/08/97

 

 

 

 

 

 

RESUMO:

Denúncias levam os agentes à sede de uma seita religiosa,  que era acusada de abuso de menores  e de portar armamento pesado.

Mas os agentes descobrem que eles pretendem cometer suicídio coletivo.

Mulder encontra Melissa,  uma mulher que afirma que eles se conheciam de vidas passadas.

A princípio,  essa mulher demonstra possuir personalidade múltipla, mas Mulder descobre que ela consegue relembrar de suas vidas passadas.

Ele se submete à regressão hipnótica e percebe que a história era verdadeira e ainda que Scully e o Canceroso  também  faziam parte de suas vidas passadas.

 

 

Nota 

Neste episódio existe uma linda cena onde os rostos de Mulder e Scully ficam juntinhos,  quando ela dirige-se para falar com ele,  dentro do gabinete do

Diretor Assistente Skinner.  É muito linda! É muito shipper!

E todo shipper tem uma  foto dessa cena   em sua coleção.

E eu, é claro, fiz uma camisa que traz essa dita foto escrita em baixo:

"I'm  shipper forever"

 

 

Cena 1 

Mulder e Scully estão assistindo a regressão hipnótica de Melissa, uma mulher da seita que estão investigando,  quando Scully coloca a mão sobre o ombro

de Mulder para falar-lhe.

 

 

 

Cena 2 

Na regressão hipnótica,  a mulher diz que havia sido o marido de Mulder na outra vida.

 

Cena 3 

Mulder também faz a regressão hipnótica.  Então ali ele,  vendo-se na outra vida que teve,  diz que é uma mulher judia e tem uma filha,  que é Samantha.

Ele chora pelo pai morto,  que é Scully e diz:

"- As almas se reunem diferentes mas sempre juntas;  de novo e sempre para aprender... eu não consigo  chegar  ao meu pai!  -  chora muito  - 

O Gestapo está lá junto dele...  um oficial...  é o Canceroso.  O mal volta como mal...  mas o amor,  o amor...  almas gêmeas,  eternas...  meu marido é levado

de mim para os campos...  ele é Melissa,  mas sempre separados.  Estou me levantando... agora eu me levanto e...  lá em cima meu corpo sobre o campo, 

meu rosto ensanguentado.  Meu sargento está morto.  Ele é a Scully." 

 

Nota 

O David   faz uma interpretação muito dramática e correta.

Nota  Mil para ele!!

 

Cena  4 

Mulder  e Scully estão caminhando,  quando ele fala:

"- Dana,  se...  se no início dos quatro anos que trabalhamos juntos...  ocorresse que alguém lhe contasse que nós já estivemos juntos em outras vidas  sempre, 

isso não teria mudado o modo como nós nos vimos?"  

 

"- Mesmo  que tivesse a certeza,  não mudaria nada."  -  retruca ela.