LAPSO DE TEMPO  -  PARTE 2

(MAX)

Roteiro:  Chris Carter & Frank Spotnitz

Diretor:  Kim Manners

4x18

Exibição USA :  23/03/97

No Brasil:  28/11/97

 

 

RESUMO: 

A investigação sobre o caso prossegue,  mas Mulder é preso por  militares por ter descoberto o OVNI que tinha caído no lago.

Após sua liberação,  Mulder descobre uma fita de Max Fenig,  onde  ele afirma ter  provas da obtenção de tecnologia alienígena pelos  militares.

 

 

Cena 1 

No momento em que Scully conta que o agente Pendrill morreu,  Mulder coloca a mão em seu ombro,  gentilmente,  demonstrando assim,  compartilhar de sua tristeza.

 

Cena 2 

É noite.

Scully,  após sair do trailler de Max,  que fôra abduzido,  contempla o céu pontilhado de brilhantes estrelinhas.

 

Mulder aproxima-se em silêncio.

"- Está pensando em Pendrell?"

 

Ela sorri,  vagamente:

"- Percebí que nem sabia o primeiro nome dele!  -  responde  -  Na verdade eu pensava no presente de aniversário que você  me deu.  -  olha o chaveiro em sua mão  -  Nunca disse porque me deu,  nem o que significa,  mas acho que sei.  Você valoriza

 a presença de pessoas extraordinárias e momentos em que a história avança graças a eles.  Tudo o que se imagina pode ser alcançado!  Deve-se ousar e sonhar.  Mas não há substituto para a perseverança e trabalho...  e trabalho em equipe.  Porque

ninguém consegue sozinho .  Se comemoramos...  a grandeza desses eventos e as pessoas que os realizaram,  não podemos esquecer o sacrifício daqueles que tornaram possíveis tais realizações."   -  conclui Scully,  um tanto pensativa.

 

"- Só achei que daria um chaveiro muito legal!!" -  exclama Mulder,   no seu  jeito simples de ser.

 

Scully sorri para ele.

E saem dali,  caminhando juntos.

 

Nota

 Se fosse eu o roteirista,  teria elaborado  uma cena bem romântica, aproveitando o lindo cenário do céu escuro pontilhado de estrelas,  ora!      

Que desperdício!

.