DEMÔNIOS

(DEMONS)

Roteiro:  R. W. Goodwin

Diretor:  Kim Manners

4x23

Exibição USA:  11/05/97

No Brasil: 16/01/98

 

 

 

RESUMO:

Mulder,  depois de desaparecido por dias,  acorda em um hotel com as mãos e a  camisa cheias de sangue.

Ele telefona para Scully e diz que está com um bloqueio mental.

É descoberto que sua arma foi disparada duas vezes em uma casa, onde há dois corpos.

Mulder se torna o principal suspeito.  

 

 

Cena 1 

Scully recebe pela madrugada um chamado de Mulder.  Ela vai para encontrá-lo.

Ele está num motel.

Ela o encontra em estado de choque,   sem roupa,   sentado no box,  sob um chuveiro de água quente.

 

"- Não consigo me esquentar...!" -  queixa-se ele,  sentindo tremores e mal conseguindo  falar.

 

"- Está em choque." -  diz Scully.

 

Scully toma uma toalha e manda-o enxugar-se.

Em seguida o cobre com um cobertor com todo cuidado e carinho.  Toma-lhe o queixo,  examina-lhe o rosto e a cabeça,  minuciosamente,  fazendo-lhe perguntas

se está enjoado,  com tonteira,  náuseas...

Embrulha-o com o cobertor,  segura-o carinhosamente e pega-lhe o queixo para novamente examiná-lo.

Agasalha-o mais,  passa-lhe a mão pelos cabelos,  examina-o detidamente.

 

Cena 2 

Scully,  olhando-o aflita e com voz emocionada:

"- Você corre um grande risco,  Mulder.  E eu fico preocupada."

 

" - Eu sei que fica.  Mas o risco é meu." -  ele diz. 

 

Cena 3  

Mulder cai ao chão,  de joelhos,  tomado por um mal súbito.

Scully o ampara,  preocupada. 

Ajuda-o a levantar-se,  segurando-o pelo pescoço e o peito.

Coloca a mão na cabeça e no coração dele,  testando suas condições  físicas.

 

Cena 4  

Novamente Mulder tem um ataque diante de Scully e ela o apoia,  enquanto ele está no chão.  Ela preocupa-se,  como se ele fosse um garotinho.

 

"- Você não vai trabalhar.  Você corre risco de vida!  Precisa se tratar!  Você está sendo um perigo pra mim!  Está me ouvindo?" -  protesta ela,   colocando a mão

em sua cabeça,  apalpando-o

 

Nota  - Muito shipper esta cena!

 

Cena 5  

Scully impede que o médico que prejudicou Mulder seja levado dali,  embora já preso no carro da Polícia. 

Vai até o carro,  abre a porta,  agarra o homem pela camisa e grita em alta voz:

"- Droga!!  Responde onde está  Mulder!!"

 

Nota

Transparece no rosto de Scully toda a preocupação pela vida de seu parceiro.

 

                    

Cena 6  

No momento em que Scully retorna `a casa da família que havia sido assassinada e encontra Mulder armado,  tenta dissuadi-lo de pôr fim à sua vida,  mas ele está

tomado pelos espíritos que os intigam à morte  e   não  quer aceitar a opinião dela.

"- Saia daqui,  Scully."  -  é só o que ele fala.

 

Scully insiste para que ele  desista  da atitude tão terrível e ele aponta a arma para ela,  no entanto descarregando toda a munição da arma mirando em outra direção.

Apoia a cabeça sobre os braços numa mesa.

Mansamente Scully que mantivera-se distante dele,  aproxima-se e encosta a face sobre as costas de Mulder,  suavemente.

 

Nota-

Ô coisa linda! Até eu gostaria de fazer uma cena dessas!