A VIAGEM

(FIELD TRIP)

Roteiro:  Vince Gilligan & John Shiban

(História de Frank spotnitz)

Diretor:  Kim Manners

6x21

Exibição USA:  09/05/99

No Brasil: 07/08/99

 

 

           

 

   

 

RESUMO: 

Scully e Mulder investigam um duplo assassinato em que somente os  esqueletos das vítimas foram encontrados em campo aberto.

Nos esqueletos,  apenas uma substância que se parece com secreção digestiva foi achada.

Enquanto investigam,  Mulder e Scully pisam  sobre  misteriosos cogumelos.

Neste episódio nada é o que parece.

Mulder e Scully são vítimas de alucinações até serem salvos de terem  o mesmo fim do casal,  cuja morte eles investigavam.

Eles estavam sendo digeridos debaixo do solo do campo,  onde os esqueletos foram achados. 

 

 

Mulder e Scully,  tentando descobrir os motivos da morte de um casal,  sofre os efeitos de uma substância alucinógena,  que os leva a delírios e cenas irreais,  a partir do momento em que pisam cogumelos

venenosos numa mata,  o que faz,  na realidade,  os fungos das plantas começarem a devorá-los.

 

Cena 1  

Scully está diante de um esqueleto que julga ser de Mulder.  Ela compara-o com as radiografias que o legista traz em suas mãos.

 

"- Trouxe as radiografias do seu parceiro." -  diz o legista.

 

Scully as compara e,  com tristeza,  vê que confere com a arcada dentária da caveira com a da radiografia de Mulder.  Ela está chocada.

 

"- Sinto muito." -  diz o legista,  vendo-a entristecida.

 

Scully vai olhar novamente o esqueleto.

Ela chora e dá sugestão ao legista sobre o que poderia ter causado a morte de Mulder.

O legista diz que ela não se preocupe,  porque os restos mortais dele serão enviados para Washington.

 

Cena 2  

Scully está diante de Skinner,  que lhe diz:

"- E até que é melhor tirar um tempo de folga,  umas férias na praia..."

 

"- Ah... oh...!" -  é só o que consegue ela dizer, em tom sofrido.

 

Cena 3   

Scully caminha só,  abatida e chega ao apartamento de Mulder,  encontrando lá os Pistoleiros Solitários,  o Diretor Assistente Skinner e um grande número de pessoas que estão fazendo o velório do corpo de Mulder.

O apartamento está repleto de pessoas tristes e silenciosas.

 

"- Agente Scully,  como você está indo?"  -  pergunta-lhe Byers,  com ar tristonho.

 

"- Ainda não acredito..." -  ela responde.

 

"- Nem nós." -  diz,  por sua vez,  Frohike.

 

"- Espero que Mulder chegue batendo na porta e diga:  surpresa!!" -  fala Langly.

 

"- Para diminuir a dor." -  diz Frohike,  estendendo à Scully um cálice da bebida que tem  à mão.

 

"- Não,  obrigada." -  ela recusa a bebida.

 

Frohike,  então,  para afogar as mágoas da tristeza do momento pela morte do amigo,  ingere toda a bebida contida no cálice,  num só gole.

"- Vamos encontrar o miserável que matou Mulder!" -  diz,  mostrando ódio.

 

Cena  4   

Ainda encontram-se no velório do apartamento 42.

Skinner aproxima-se de Scully para falar:

"- Você precisa ir pra casa,  descansar.  Eu chamo um taxi pra você."

 

"- O que fizeram com ele?" -  queixa-se ela.

Scully tenta explicar a todos ali presentes,  que estão enganados.  Que Mulder não fôra morto por ninguém.  Que todos ali estão sofrendo os efeitos de um alucinógeno de alguma substância de alto poder hipnótico.

 

"- Scully!  Você está emocionalmente perturbada!  Precisa se acalmar e descansar!" --  fala Skinner.

 

"- E o Mulder?  Onde o Mulder  está?  O que fizeram com ele?" -  grita ela,  ainda.

 

"- Escute aqui... ele morreu e você tem que aceitar isso!" -  fala Skinner,  tentando convencê-la.

 

"- Tem  outra coisa acontecendo aqui!  -  grita Scully,  mais alto ainda  -  Onde está ele?  Cadê o Mulder?  -  grita e está desesperada.

 

Todos entreolham-se,  compreensivamente,  entendendo a dor que ela está sofrendo.

Frohike bebe no gargalo da garrafa,  tentando acalmar-se.

Alguém bate à porta.

Scully vai atender para abrir a porta.

Mulder entra  calmamente e calado.

Scully olha ao redor para ver os outros que ali se encontram no velório.

O apartamento está vazio.  Não há mais ninguém no local.

 

Cena 5  

A terra está se movendo.  Surge u'a mão  de dentro da terra.

A mão é de Mulder.  Que sai com dificuldade de dentro da terra.

E logo que  ele consegue sair,  puxa Scully consigo.

Ambos estão completamente sujos e enfraquecidos,  exaustos.

Estendem seus corpos no chão,  sem forças para caminhar.      

 

 Cena 6 

Mulder e Scully estão sendo resgatados de dentro da terra que os havia engolido e colocados em macas dentro da mesma ambulância,  um ao lado do outro.

Mulder estende a mão para Scully,  que a segura.

E seguem assim,  dentro do veículo,  de mãos dados,  para a vida... enfim.